Faixa atual

Título

Artista


MPT e UFV de Rio Paranaíba firmam convênio para fornecer suprimentos de prevenção à Covid-19 para 28 municípios

Escrito porem 20 de maio de 2020

Um convênio firmado entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Patos de Minas e a Universidade Federal de Viçosa (UFV), Campus de Rio Paranaíba, vai viabilizar a aplicação de 600 testes para identificação da Covid-19 e a distribuição de 6.500 protetores faciais, 8.000 frascos de 500 ml de álcool gel e 3.200 máscaras para as Secretarias Municipais de Saúde e Centros de Referência de Assistência Social de 28 municípios mineiros, localizados nas regiões do Noroeste de Minas, Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro.

Ao todo, serão investidos no projeto R$ 161.816,80. Essa verba é proveniente de três Termos de Ajuste de Conduta firmados entre o MPT e empresas investigadas por descumprimento da legislação do trabalho em Patos de Minas e Paracatu. Um dos investigados vai arcar com R$ 50 mil, o outro com R$ 91.816,80 e o terceiro com R$ 20 mil. Os valores serão depositados diretamente pelas empresas na conta da Fundação Arthur Bernardes Funarbe, entidade sem fins lucrativos, que ficará responsável pela gestão da verba.

“Com essa parceria, estamos contemplando 28 dos 47 municípios que compõem a área de atuação da unidade do MPT em Patos de Minas. Outros 16 municípios serão contemplados com os mesmos itens em parceria semelhante firmada entre o Ministério Público Federal em Patos de Minas e a UFV. Desse modo, por meio das parcerias entre os Ministérios Públicos do Trabalho e Federal em Patos de Minas com a UFV, todas as 42 cidades de menor porte da nossa região, aquelas que recebem menos recursos dos governos federal e estadual, serão beneficiadas”, explica o procurador do MPT responsável pela destinação, Thiago Castro.

“Sem dúvida, essa parceria vai contribuir em muito para reduzir a disseminação do vírus e salvar vidas”, avalia o diretor-geral do Campus Paranaíba da UFV. “A parceria é muito importante para assegurar que as ações que a UFV de Rio Paranaíba vem desenvolvendo junto a sociedade, possam ter continuidade pelo tempo previsto no convênio, prestando um serviço gratuito e de qualidade para toda a sociedade nesse momento de grande sensibilização pelo qual todos nós estamos passando. “, explica o diretor.

O procurador do MPT explica que “a realização dos exames e a distribuição do material será feita semanalmente, ao longo do mês de junho, em divisão equitativa, tendo como critérios objetivos para o rateio de protetores faciais a quantidade de profissionais da área da saúde em cada um dos municípios, e, para o rateio de álcool e máscaras, o número de habitantes.”

O álcool que vai passar por um processo de transformação na universidade para alcançar a concentração de 70% será doado por uma Usina da Região e as máscaras serão confeccionadas por costureiras da região, devidamente remuneradas. “Com a parceria, também estamos conseguindo conjugar responsabilidade social de empresas e promoção de trabalho e renda, o que é um importante resultado de articulação social para o enfrentamento da crise”, elogia Thiago Castro.

O acordo prevê ainda que parte da verba seja destinada à universidade, a título de contrapartida, para a aquisição de duas impressoras 3D, um computador, além de custeio de reforma, no valor de R$ 15 mil, para adequação do espaço físico que vai receber os equipamentos. “Todos os itens adquiridos serão utilizados de imediato nas diversas frentes de trabalho que a UFV de Rio Paranaíba está desenvolvendo, visando aumentar a produção dos itens propostos de modo que os benefícios possam chegar o mais rápido possível a todos aqueles que estão necessitando de ajuda. Os itens permanentes, como por exemplo, equipamentos em geral, serão incorporados ao patrimônio da UFV no Campus de Rio Paranaíba e continuarão a serviço de toda sociedade, pois serão utilizados nas atividades de ensino, pesquisa e extensão que a Universidade desenvolve gratuitamente na formação dos diversos profissionais, que logo estarão no mercado de trabalho, construindo uma sociedade melhor para todos”, detalha o diretor-geral do Campus Rio Paranaíba.

Os municípios beneficiados por este acordo são: Abadia dos Dourados, Arinos, Bonfinópolis de Minas, Brasilândia de Minas, Buritis, Cabeceira Grande, Campo Altos, Cruzeiro da Fortaleza, Dom Bosco, Douradoquara, Formoso, Guarda-Mor, Ibiá, Irai de Minas, João Pinheiro, Lagoa Grande, Monte Carmelo, Natalândia, Pedrinópolis, Perdizes, Pratinha, Riachinho, Santa Juliana, Santa Rosa da Serra, Tapira, Uruana de Minas, Urucuia e Vazante.

Fonte: Ministério Público do Trabalho – Patos de Minas