Associação de Rio Paranaíba faz caravana para doar sangue no Hemocentro de Patos de Minas

Escrito por em 29 de outubro de 2019

Um grupo de voluntários de Rio Paranaíba foram até o Hemocentro de Patos de Minas na manhã desta terça-feira (29), para doarem sangue. De acordo com as informações, a caravana com treze pessoas foi organizada pela Associação Presbiteriana de Rio Paranaíba (ASP-Rio) que, recentemente foi considerada utilidade pública pela Câmara de Vereadores da cidade.

Segundo Nilton Boaventura, presidente da associação, a ideia de se fazer a caravana para ir à Patos de Minas fazer a doação de sangue surgiu da necessidade de servir ao próximo com organização, legitimidade pública e trabalho voluntário.

Ainda de acordo com Nilton, a doação ‘é algo de graça, que o corpo renova o sangue assim que a peossoa doa’ e que a pessoa ‘que vai uma vez, não quer parar de doar’. “A gente ajuda o próximo e é gratificante saber que o nosso sangue pode tornar a vida de outra pessoa melhor”, ressaltou.

Nilton disse ainda para a nossa reportagem que a pretensão é de levar um grupo de pessoas ao Hemocentro a cada seis meses para fazer sua doação. Ele destaca ainda que devido ao cortes de gastos do Governo do Estado, a fundação não está visitando as cidades para coletar sangue, mas que a previsão de que em 2020, o serviço seja liberado para Rio Paranaíba.

CONHEÇA OS TRABALHOS DA ASP-RIO

Atualmente a Associação Prebisteriana de Rio Paranaíba desenvolve três grandes projetos na cidade. O primerio é o projeto de musicalização que tem como objetivo proporcionar gratuitamente ao público infantil uma introdução à teoria e prática musical através de aulas com o instrumento flauta doce. O segundo projeto é o de alfabetização através da bíblia que visa combater o analfabetismo por meio da palavra de Deus. Atualmente este projeto com a participação de 11 alunos e 05 professores e a previsão é de que no meio do ano que vem a associação forme a primeira turma.

O terceiro projeto que é desenvolvido pela ASP-Rio, é o de atendimento psicológico para comunidade. Este trabalho oferta atendimento psicológico, o qual tem como alvo casos que necessitam de auxílio e que os pacientes não conseguem arcar com os custos. Atualmente, segundo Nilton, a psicóloga atende de forma voluntária, 12 pacidentes todas às quintas-feira, sendo que a previsão é de seis atendimento semanais para cada paciente.

A ASP-Rio busca parceiros que quieram cooperar com os projetos que são desenvolvidos e agradece desde já, a todos que já estão ajudando neste trabalho voluntário que pode salvar vídas. Para conhecer mais o trabalho da associação, entre em contato com o presidente, Nilton Boaventura pelo telefone (34) 9 9665-6073.

Texto: Gilberto Martins


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



Música

No Ar

Artista