• Sem categoria

Caseiro é morto covardemente na zona rural de Rio Paranaíba

Escrito porem 4 de janeiro de 2018

Um homicídio foi registrado pela Polícia Militar na zona rural de Rio Paranaíba na tarde desta quarta-feira (08). De acordo com as informações a vítima de 40 anos e sua esposa estavam em casa realizando seus afazeres quando chegou no local quatro indivíduos identificados como M.H.S de 27 anos e D.A.S de 31 anos que estavam acompanhados de mais duas pessoas.

Eles chegaram no local conduzindo uma colheitadeira, um caminhão e um veículo, os quais teriam que passar por duas porteiras até chegarem numa plantação de milho. Só que as porteiras eram estreitas e a estrada de acesso a essa plantação passa dentro do curral da propriedade onde a vítima trabalhava. Assim, sem a permissão da vítima, os autores arrancaram um mourāo da primeira porteira e tiveram acesso ao curral, sem a permissão e acabaram sendo questionados pela vítima.

Ainda segundo as informações, a vítima identificada como Claudinei Martins de Souza de 40 anos, ao questionar os indivíduos se teria se apoderado de um facão e atingido a perna de um dos indivíduos e dito que não era para arrancar nada, sendo que ele e a esposa voltaram para seus afazeres em seguida.

Mais tarde, por volta das 17h30, o autor João Maria da Silva que é pai de dois indivíduos foi até ao local, deslocando até a segunda porteira disse para o condutor da colheitadeira que era para passar cima de tudo. Neste momento a vítima novamente foi tirar satisfação, tendo o autor sacado uma arma de fogo e os dois entrado em luta corporal. Os outros indivíduos, segundo as informações, também se armaram com pedaços de madeira e atacaram a vítima.

O autor acabou disparando contra a vítima e atingiu o braço e a perna, vindo a cair ao solo. Na sequência, o autor disparou mais uma vezes atingindo dessa vez a cabeça de Claudinei. De imediato a Polícia Militar chegou acompanhada de uma equipe médica e socorreram a vítima ainda com vida para o Hospital Municipal, porém, Claudinei não resistiu e veio a óbito. A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada e compareceu ao local para realizar os trabalhos de praxe e o corpo foi encaminhado para o IML de Patos de Minas. Os autores, no entanto, evadiram do local e até o momento não foram localizados.

Texto: Gilberto Martins


Opiniões dos leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Faixa atual

Título

Artista