Chuvas devem continuar até a próxima quarta-feira; recorde de chuvas é registrado em Rio Paranaíba

Escrito porem 29 de fevereiro de 2020

E o fim de semana deve continuar chuvoso em Rio Paranaíba, segundo aponta os principais sites de climatologia do país. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), resulta que este sábado deve continuar fechado com pancadas de chuvas e trovadas a qualquer momento. A umidade relativa do ar deve variar entre os 50% e 90%.

Para amanhã, primeiro de março, o dia também deve ficar encoberto e há a possibilidade de chuvisco durante o período da tarde. As temperaturas variam entre 20°C de mínima e 22°C de máxima. E a previsão é de que as chuvas não parem tão cedo. Segundo o INMET, até a próxima quarta-feira (04) estão previstas pancadas de chuvas em Rio Paranaíba.

RECORDE MENSAL

Paralelo a isso, a Cooxupé disponibiliza em seu site as médias histórias nas cidades onde atua. De acordo com os dados apresentados e atualizados a cada 15 minutos, somente nesta sexta-feira choveu o equivalente a 42,4 milímetros. Na quinta-feira foi registrado cerca de 72,6 mm.

O mês de fevereiro bateu recorde de chuvas, segundo aponta o site da Cooxupé. A média história era de 170,8 mm, porém, até o momento já foram registrados 538,4 mm de chuvas acumuladas no mês em Rio Paranaíba.

TRANSTORNOS NA ZONA RURAL

E as chuvas já começam a causar transtornos na zona rural do município. Conforme nós noticiamos nesta sexta-feira, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Rural e Meio Ambiente teve que interditar uma ponte sobre o Rio Paranaíba na zona rural do município, após ela apresentar alguns problemas que ainda não foram identificados, devido ao grande volume de água do rio.

A ponte seguirá interditada por ter indeterminado, conforme as informações do secretário Gimisson Ribeiro. Ele ressalta que a medida foi para prevenir a segurança dos usuários da via e recomenda o uso de rotas alternativas até que o problema seja identificado e solucionado.

Este volume atípico de chuvas em fevereiro também é responsável pelos atrasos na finalização de obras no município em especial as obras de drenagem pluvial e recapeamento asfáltico.

Texto: Gilberto Martins


Faixa atual

Título

Artista