• Sem categoria

Itamar Fernandes, presidente-eleito para a 45ª subseção da OAB de Patos de Minas fala à imprensa de Rio Paranaíba

Escrito porem 8 de agosto de 2018

Centenas de advogados foram às urnas no mês passado para eleger os novos diretores da 45ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil-OAB em Patos de Minas. O advogado, filho de Rio Paranaíba, Itamar Fernandes conquistou a maioria dos votos e comandará a entidade pelos próximos 3 anos.

Foram duas chapas inscritas. A chapa 1 encabeçada pelo advogado Ricardo Souto e a Chapa 2 presidida por Itamar Fernandes. No dia da votação, de acordo com informações da imprensa patense, eles se dividiram em estandes em frente à sede da OAB na Avenida Padre Almir em Patos de Minas. Durante todo o dia, a movimentação foi intensa em frente ao prédio da instituição.

Além do presidente da 45ª Subseção, os defensores também votaram para eleger o comando Seccional de Minas Gerais. A subseção patense, inaugurada em 14 de agosto de 1969, engloba também os advogados de Rio Paranaíba, Presidente Olegário, São Gonçalo do Abaeté, Lagamar, Varjão de Minas, Lagoa Formosa e Arapuá.

Ao todo segundo a apuração, 768 advogados estavam aptos a votar. O resultado final de a vitória à Chapa 2 Somos Todos Advogados, que obteve 296 votos, 51,3%, contra 48,7% da chapa 1, que resultou em 281 votos. Do total, 584 advogados foram votar, havendo 7 votos nulos. 181 eleitores aptos a votarem não compareceram.

Nossa reportagem conversou com o presidente-eleito que contou mais sobre sua história de vida, os novos desafios que enfrentará a partir de sua posse e explica sobre o que é a Ordem dos Advogados do Brasil.

1 – Itamar, seja bem-vindo à Rádio Paranaíba FM e o Paranaíba Agora. Primeiramente, gostaríamos que começasse nos contando um pouco da história.

Muito obrigado, Gilberto. Agradeço a gentileza da reportagem. Cumprimento os valorosos ouvintes e leitora da Rádio Paranaíba FM e do Paranaíba, agradeço ainda a oportunidade de falar um pouco de minha origem, trajetória pessoal e profissional.

Sou filho de Francisco Luiz Braga e Adelina Fernandes Braga, sou o 7º de uma família de 9 filhos.

Nasci na Fazenda Catiuá, Município de Rio Paranaíba, sou casado com Cláudia Mendes de Almeida e estamos aguardando a chegada de nossa primeira filha, a Isabele.

Meu pai faleceu quando tinha apenas 5 anos de idade e, com isso, eu e minha família, vivemos tempos difíceis, mas nunca deixamos de lutar.

Estudei até a 4ª série, em escola da zona rural, Escola Municipal João Olímpio da Costa. Parei de estudar e, por um tempo, assim como os demais irmãos, fui trabalhar em atividades rurais, as mais diversas, como carvoaria, fazendas rurais, pecuária, agricultura, dentre outras.

Entretanto, num iluminado dia, observando o ônibus de transporte escolar levar as crianças e adolescentes para estudar em Rio Paranaíba, decidi que eu queria mudar o meu destino e resolvi, com o apoio do saudoso Tio Juquinha Fernandes e querida Tia Helena retomar os estudos.

Sempre focado nos estudos e trabalhando, cerâmica, laticínios, consegui chegar a 8ª série, depois ao 2º grau, e, logo em seguida, a aprovação para o vestibular e início do curso de Direito do UNIPAM, em 1998.

Quando já estava na metade do curso, no ano de 2000, mudei para Patos de Minas para focar no Curso de Direito e realizar estágio, primeiro no Fórum e depois na Prefeitura Patos de Minas, onde permaneci até a graduação em 2002.

Desde que me formei e fui aprovado no exame da OAB, sempre exerci a profissão e tenho pela advocacia, muito orgulho, verdadeiro sacerdócio!

Fui procurador e consultor jurídico de prefeituras e câmaras municipais da região.

Fiz especialização em Direito Público, Direito Constitucional, Direito Municipal, Advocacia Trabalhista e em Gestão Pública Municipal.

Tive a honra de receber, em 2015, o título honorífico de Cidadão Patense.

Sou professor efetivo no Curso de Direito do UNIPAM, vice-Presidente da ADESP, membro Suplente do Conselho de Curadores do UNIPAM e Presidente da Associação dos Moradores do Bairro Copacabana, em Patos de Minas.

Enfim, sou um cidadão que tem muito apreço pela advocacia, pela docência, pelos estudos, e, sobretudo, pelo trabalho sério e pelas causas coletivas.

2 – Hoje, já advogado experiente, como você que vê esse novo desafio que vai enfrentar a partir de agora?

Vejo com muita responsabilidade. Estamos conscientes dos desafios, ante a crescente precarização da advocacia, violação das prerrogativas profissionais, falta de estrutura adequada do Judiciário, em termos de recursos humanos e materiais (poucos juízes para muitos processos; poucos servidores para muitos serviços e poucas varas para muitas demandas), morosidade da justiça, falta de ética de alguns profissionais, etc). Pretendemos enfrentá-los com SABEDORIA, CORAGEM e de forma COPARTICIPATIVA. Não apenas com os meus colegas de chapa, pelo time que representa, mas com todos os advogados, advogadas e cidadãos que gostam da OAB e tem apreço pela cidadania, autoridades e responsáveis pelos Poderes constituídos e órgãos que integram o Sistema de Justiça.

3 – Quais os primeiros projetos já como presidente da OAB?

A OAB, assim como outras relevantes instituições, infelizmente, nos últimos anos, está um tanto quanto subserviente, deslegitimada e apagada.

Precisamos, com urgência, promover atos que visam à UNIÃO dos advogados na defesa das prerrogativas profissionais, no fortalecimento institucional, com presença efetiva na sociedade, melhora da prestação jurisdicional, enfim, precisamos, atuar na valorização da advocacia e da cidadania. 

4 – Para aquele ouvinte não sabe ainda, explica-nos um pouco sobre a OAB e o principal papel do presidente.

A Ordem dos Advogados do Brasil, criada oficialmente em 1930, é, atualmente, muito mais que uma entidade de classe, isto é, de registro, fiscalização e de defesa da profissão da advocacia. Contudo, a sua história tem início com a criação do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), em 1843, e possui íntima relação com a instituição dos cursos jurídicos em São Paulo e Olinda em 11 de agosto de 1827.

De fato, a nenhuma outra entidade de classe profissional, seja de médicos, engenheiros, jornalistas, etc, a Constituição Federal atribuiu tantas funções relevantes, tendo deixado expresso no art. 133, que “o advogado é indispensável à administração da justiça”.

Portanto, a OAB exerce relevante função social, e, de forma independe e firme, deve continuar a promover a defesa da Constituição, da ordem jurídica, do Estado democrático de Direito, dos direitos fundamentais, da justiça social, boa aplicação das leis, rápida administração da Justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas.

5- Por fim, o espaço fica aberto para você agradecer a quem sempre te apoiou, aqueles que votaram e confiam no seu trabalho. E, aproveitando, deixe uma mensagem para os ouvintes da Rádio Paranaíba FM e leitores do Paranaíba Agora.

Estou muito honrado com a eleição para presidir a 45ª Subseção da OAB, no triênio 2019/2021 e que conta com quase mil e cem advogados inscritos, que merecem nosso respeito e nossa luta.

Quero agradecer e cumprimentar os colegas da Chapa 2 – Somos Todos Advogados – pelo engajamento e a campanha propositiva que realizamos, em prol de maior efetivação das finalidades da OAB, interesses da advocacia e da sociedade.

Agradecer, de forma especial, a votação, unânime, que obtivemos em Rio Paranaíba, certamente, numa disputa acirrada como foi, os votos dos conterrâneos fizeram a diferença.

Agradecer a todos os demais advogados apoiadores e cidadãos que torceram e que enviaram energias positivas.

Dizer que Deus sempre foi muito generoso comigo; sempre colocou pessoas boas em meu caminho e me abençoou nas lutas diárias do bom combate, defendendo a Justiça e o Direito.

A mensagem que deixo a todos os ouvintes e leitores é que nunca desistam de seus sonhos, acreditem nas suas forças, lutem pela paz, pela ideia de comunidade, pelo fortalecimento do sentimento de pertencimento e que deixem o melhor legado possível.

Texto e entrevista: Gilberto Martins


Opiniões dos leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Faixa atual

Título

Artista