• Sem categoria

PM de Rio Paranaíba fecha casa de prostituição na zona rural do município

Escrito porem 12 de novembro de 2016

A Polícia Militar de Rio Paranaíba fechou uma casa de prostituição que funcionava em uma fazenda na zona rural do município. De acordo com as informações, os militares comparecerem na Fazenda Mata onde foi constatada que alguns meses estava funcionando no local uma espécie de bar com a comercialização de bebidas e para a prática do crime de rufianismo que é a prática de tirar proveito de prostituição alheia.

No local, segundo as informações, o responsável pelo local G. M. C. levava mulheres nos finais de semana para se prostituírem, colhendo lucros financeiros com essa atividade. Então, de posse de uma ordem judicial, a Polícia Militar foi até o local e localizou bebidas alcoólicas cheias e vazias, anotações com valores referentes a vendas e programas sexuais, uma caderneta com nomes de clientes devedores e preservativos novos e usados espalhados pelo chão.

Cães farejadores foram utilizados com o intuito de localizar drogas, porém, nada foi localizado. Toda ação foi acompanhada por fiscais de postura da Prefeitura Municipal, os quais constataram que não havia nenhum documento que autorizasse o funcionamento do comércio no local. Houve a autuação administrativa e embargo de qualquer atividade comercial.

O responsável pelo local foi advertido para não desrespeitar o embargo das atividades e proprietário da fazenda também foi localizado, o qual se comprometeu a encerrar o contrato de localização da propriedade. No último dia 12 de junho, o responsável do prostíbulo já tinha sido preso pelos militares pelo crime de rufianismo, havendo ainda condução de uma mulher que estava de posse de entorpecentes.

A Polícia Militar pede aos fazendeiros da região para denunciaram caso o responsável G. M. C. volte a exercer atividade comercial na residência. A patrulha rural estará intensificando o policiamento e irá realizar operações diariamente na estrada que dá acesso ao local para abordar e identificar todas as pessoas que foram frequentar o local, realizando as devidas buscas e todas as providências de trânsito caso constate irregularidades.

Texto: Gilberto Martins


Opiniões dos leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Faixa atual

Título

Artista