• Sem categoria

Prefeito de Rio Paranaíba mantém retorno às aulas para fevereiro após decisão da AMM

Escrito porem 12 de setembro de 2017

Os prefeitos de Minas Gerais estiveram reuniram em assembleia na sede do CREA-MG em Belo Horizonte para discutirem a dívida que o Estado possui com os municípios. Entre as várias pautas aprovadas, os políticos aprovaram o adiamento do início das aulas para depois do carnaval. O presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Julvan Lacerda ressalta que a partir desta orientação, cabe aos prefeitos comunicar a medida ao Ministério Público e à comunidade.

Em conversa com Valdemir Diógenes, prefeito de Rio Paranaíba e presidente Associação dos Município da Microrregião do Alto Paranaíba (AMAPAR), o município rio paranaibano manterá o calendário já estabelecido e aulas terão início nos primeiros dias de fevereiro. Ele explica que a decisão de aderir à decisão de volta às aulas em março é opção e é aplicável aos municípios do Norte de Minas, onde a situação financeira é mais precária.

Valdemir ainda ressaltou à nossa redação que se o governo do Estado continuar a não repassar o dinheiro que é do município, a administração terá que se reinventar para manter as atividades em dia. Segundo ele, a dívida do Estado com o Rio Paranaíba chega a R$ 7 milhões e a expectativa é de que toda essa situação seja resolvida o mais breve possível.

De acordo com a AMM, a dívida do governo de Minas com o transporte escolar já é de R$ 152 milhões e a do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) é de R$ 300 milhões.

Texto: Gilberto Martins


Opiniões dos leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Faixa atual

Título

Artista