• Sem categoria

UFV inaugura prédio de laboratórios de ensino em Rio Paranaíba

Escrito porem 12 de setembro de 2018

A Universidade Federal de Viçosa inaugurou na última sexta-feira (05), o Prédio de Laboratórios de Ensino (LAE) com a presença de diversas autoridades da instituição de ensino, autoridades municipais, sociedade, alunos, professor e servidores do campus. A obra conta com 8.034,29 m2 de área construída e abriga 30 laboratórios, 108 gabinetes para professores, dois auditórios, salas para técnicos dos laboratórios, distribuídos em dois pavimentos.

Durante a solenidade de inauguração, os responsáveis pela obra fizeram questão destacar o carinho e a dedicação da reitora, a professor Nilda de Fátima em concluir o empreendido. A diretora geral do campus e futura vice-reitora da UFV, Rejane Nascentes fez questão de agradecer a todos que contribuíram para a obra e ressaltou que após um longa espera, foi resolvido um problema de energia no campus, deixando-o mais iluminado à noite.

Já a Professor Nilda de Fátima, magnífica reitoria da universidade relembrou a história do campus em Rio Paranaíba e fez um pedido para que alguém comece a transcrever a história para deixar registrado para a eternidade. Ela contou sobre a evolução que foi deste o CRP 1 que fica a 15 km distante no perímetro urbano até a inauguração do Restaurante Universitário e do prédio do laboratório.

Nilda diz que deixa o cargo de reitora da UFV com o sentimento dever cumprido e com a tranquilidade de que a nova reitoria dará conta de trabalhar com calma neste resto de ano. O vice-prefeito de Rio Paranaíba, Euclides Dornelas também esteve presente e, durante seu discurso, fez questão de destacar a importância da UFV para a cidade.

De acordo com informações do setor de comunicação do campus de Rio Paranaíba, o LAE teve seu processo de construção iniciado em 2013, tendo sido ocupado em outubro de 2018, quando as obras foram concluídas. Segundo a arquiteta urbanista do campus, Guanaeli Matias de Mendonça da Silva, o projeto seguiu o padrão de blocos integrados e articulados em forma de C, criando uma praça central de vivência, e que a edificação foi projetada segundo os princípios de flexibilização, otimização, segurança, conforto ambiental e os requisitos de acessibilidade e inclusão.

Texto: Gilberto Martins


Opiniões dos leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.



Faixa atual

Título

Artista